PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
.

Sexta-feira, 19 de Maio de 2017 - 18h36


Vereador Luiz Matos pede comissão para atender famílias que se encaixam no programa Cartão Reforma

 
O Vereador Luiz Matos, estará solicitando da Secretaria da Promoção Social de Pitanga, que seja instalada uma comissão de Atendimento das famílias que se encaixam nos requisitos do Programa Social CARTÃO REFORMA, do Governo Federal, também o profundo estudo e conhecimento do mesmo, com objetivo de esclarecer dúvidas e fazer com que esse programa auxilie as famílias e "aqueça " a economia do Município.

A ação do programa ainda carece de expectativas e estudos por parte dos órgãos competentes.
 
PUBLICIDADE
 
.

Sexta-feira, 19 de Maio de 2017 - 15h21


Filmado recebendo mala de dinheiro, deputado Rocha Loures chega ao Brasil

 
Deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que foi filmado recebendo uma mala de dinheiro da JBS, segundo o jornal "O Globo", chegou ao Brasil na manhã desta sexta-feira (19). Loures é apontado como intermediário do presidente Michel Temer para assuntos do grupo J&F com o governo.

Loures estava em Nova York, nos Estados Unidos, acompanhando o evento Person of The Year (personalidade do ano), no qual o prefeito de São Paulo João Doria foi premiado. O deputado afastado desembarcou no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, às 7h35, uma hora depois de o avião pousar, às 6h25.

No saguão do aeroporto, Loures foi chamado de "ladrão", "bandido" e algumas pessoas pediram "cadeia". Ele não quis gravar entrevista, entrou em um táxi branco e não respondeu para qual cidade vai. Limitou-se a dizer que vai se manifestar na "hora adequada".

Após a delação de Joesley Batista, da JBS, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin determinou o afastamento de Loures do mandato de deputado federal.

Entenda as suspeitas contra Rodrigo Rocha Loures:

Na quarta-feira (17), o jornal "O Globo" divulgou reportagem que aponta que o presidente Michel Temer indicou Rocha Loures para resolver uma disputa relativa ao preço do gás fornecido pela Petrobras à termelétrica do grupo JBS.

A reportagem relata que o dono da JBS marcou um encontro com Rocha Loures em Brasília e contou sobre sua demanda no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). Pelo serviço, segundo "O Globo", Joesley ofereceu propina de 5%, e o deputado deu o aval.

De acordo com documentos da investigação obtidos pela TV Globo, o deputado afastado foi filmado pela PF recebendo uma bolsa com R$ 500 mil enviados por Joesley, após combinar pagamento semanal no mesmo valor pelo período de 20 anos. Conforme o relatório, o valor semanal poderia chegar a R$ 1 milhão se o Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), valor fixado pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), em R$/MWh , para a comercialização da energia, ultrapassasse R$ 400.

De acordo com "O Globo", Loures teria telefonado para o presidente interino do Cade, Gilvandro Araújo, para interceder pelo grupo. O Cade informou, em nota, que a área técnica da Superintendência Geral recomendou a instauração, inicialmente, de Procedimento Preparatório e, posteriormente, de Inquérito Administrativo, procedimentos padrão para apurar denúncias anticoncorrenciais.

A entrega de R$ 500 mil para Rocha Loures, feita por Ricardo Saud, diretor da JBS, ocorreu em São Paulo. Depois de passar por três endereços em um mesmo encontro (um café em um shopping, um restaurante e uma pizzaria), Loures deixa a pizzaria levando uma mala preta com o dinheiro.

Conversas entre Loures e Ricardo Saud, diretor da JBS, revelam qual era o entendimento do parlamentar sobre o impacto das denúncias e das investigações no STF contra ministros do governo Michel Temer.

Em uma das conversas, o deputado concorda em apresentar uma prévia do relatório da Medida Provisória do Refis, que ainda não era público, para o diretor da JBS. Na conversa, os dois falam sobre esconder o que a JBS queria no texto incluindo os pontos como sugestão da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC).
 
 
PUBLICIDADE
 
.

Sexta-feira, 19 de Maio de 2017 - 13h26


Madeiras caém de caminhão e atinge veículo Uno na Serra da Marrequinha

 
Na manhã dessa sexta (19), o trânsito está parado no sentido Pitanga/Guarapuava, devido um caminhão carregado de madeira, ter sua carga desprendida vindo cair uma parte da carga sobre um veículo Uno.

Um casal ficou ferido após o veículo em que eles estavam seguindo pela Rodovia PRC-466, veio a ser atingido por madeiras que desprenderam de um caminhão.

As informações são do Secretário de Saúde de Boa Ventura de São Roque, que socorreu as vítimas. Sendo elas, filha e genro do vereador Vilson Viana de Boa Ventura. Estes, foram encaminhados para o Hospital São Vicente de Pitanga com ferimentos.

O caminhão que se envolveu no acidente é de Dourados/MS e o motorista não se feriu.

A Polícia Rodoviária de Pitanga e Corpo de Bombeiros estiveram atendendo o acidente.

Fonte Eloi Turvo
































​
 
PUBLICIDADE
 
.

Sexta-feira, 19 de Maio de 2017 - 10h46


Sanepar promove encontro com a comunidade de Pitanga nesta sexta (19)

 
Pitanga - A Sanepar realiza mais um encontro do Programa Comunidade Sanepar, em Pitanga.

O evento acontece nesta sexta feira (19) às 18h, na Câmara de Vereadores.

De acordo com a companhia serão abordados os serviços que estão sendo prestados, tarifas e apresentação do programa de investimentos.
 
O encontro será conduzido por representantes da Sanepar, que estarão preparados para responder questionamentos dos moradores, esclarecer dúvidas e prestar atendimento às demandas da comunidade.

Estarão presentes gerentes, coordenadores e técnicos da Companhia. Todas as autoridades municipais foram convidadas.

Em Guarapuava, o encontro do programa será neste sábado (20), na Associação da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Uni centro), que fica na rua Francisco de Assis, número,304, bairro Boqueirão.
 
PUBLICIDADE
 
.

Sexta-feira, 19 de Maio de 2017 - 10h02


Acidente em frente ao posto de saúde no centro de Pitanga

 


Hoje pela manhã (19), um acidente de transito em frente ao POSTO DE SAÚDE no centro de Pitanga, deixou dois veículos com danos materiais.
 
Um veículo camionete da COPEL e um veículo GRAND SIENA com placas de Pitanga.
 
Com o impacto, o Siena parou muito próximo de um ônibus da secretaria municipal de Pitanga, por pouco o ônibus não foi atingido.
 
Chove muito em Pitanga.


 
 
PUBLICIDADE
 
.

Quinta-feira, 18 de Maio de 2017 - 22h10


Monsenhor Jonas Abib fala sobre o atual momento político

 
 
PUBLICIDADE
 
.

Quinta-feira, 18 de Maio de 2017 - 20h53


Carro da polícia sofre acidente e deixa policiais e presos feridos na BR-153, em União da Vitória

 
Uma carro da Polícia Civil sofreu um acidente na BR-153, em União da Vitória, na região sul do Paraná, na manhã desta quinta-feira (18). De acordo com o Corpo de Bombeiros, o carro da polícia bateu de frente contra um caminhão.
 
Dois policiais ficaram feridos e foram encaminhados para o Hospital Regional de União da Vitória.

Os presos também tiveram ferimentos leves e foram conduzidos para o mesmo local.

Os presos, que são suspeitos de latrocínio, estavam sendo levados para Cacequi, no Rio Grande do Sul.

Eles foram presos na segunda-feira (15), em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná, pela Polícia Militar (PM). Ambos são suspeitos de roubar uma caminhonete no Rio Grande do Sul e de ter matado o dono do veículo.
 
 
PUBLICIDADE
 
.

Quinta-feira, 18 de Maio de 2017 - 17h19


Vice-prefeito de Jataizinho morre após acidente na PR-090

 
O vice-prefeito de Jataizinho, no norte do Paraná, Fábio de Morais Polônia, de 33 anos, morreu na noite de quarta-feira (17).

O carro em que ele estava capotou na rodovia PR-090, entre Assaí e Jataizinho.
 
Conhecido por Fabinho, ele já tinha sido vereador de Jataizinho e assumiu em janeiro deste ano como vice-prefeito.

O corpo dele foi levado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina.
 
Além do vice-prefeito de Jataizinho, outro homem estava no veículo no momento do acidente. Ele foi internado em um hospital de Ibiporã.
 
PUBLICIDADE
 
.

Quinta-feira, 18 de Maio de 2017 - 16h51


Polícia Civil investiga crime envolvendo gerente da Pedreira da Comercial Ivaiporã

 
Foi identificado como Donizete Aparecido Guidi, 52 anos, o homem morto com disparo de arma de fogo no peito, na noite de quarta-feira, 17 de maio, na Pedreira da Comercial Ivaiporã, localizada no bairro do Sabugueiro.

Guidi era gerente da pedreira, e as primeiras informações são de que funcionários chegaram para o trabalho na manhã desta quinta-feira, dia 18, e encontraram o homem morto.
 
De acordo com o delegado Gustavo Dante, a Polícia Civil acredita que Donizete Guidi tenha sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte).

“Apuramos que foi levada uma quantia em dinheiro do escritório que estava todo revirado. O corpo dele foi localizado entre a casa e o escritório”, descreveu o delegado.
 
O homem trabalhou por mais de 30 anos como caseiro da empresa, e morava com a esposa, que estava viajando.
 
 
PUBLICIDADE
 
.

Quinta-feira, 18 de Maio de 2017 - 15h41


PF prende procurador da República suspeito de passar informação sigilosa

 
A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira o procurador Ângelo Vilella, suspeito de passar informações sigilosas ao empresário Joesley Batista. Ele foi levado para sede da PF em Brasília. Agentes realizaram operação de busca e apreensão no gabinete do Ministério Público no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O vice-procurador-geral eleitoral, Nicolau Dino, e a subprocuradora-geral da República, Cláudia Sampaio, acompanharam a operação. Foram apreendidos documentos e equipamentos eletrônicos.

Vilella é membro da diretoria da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). A Polícia Federal também realizou buscas na casa do procurador no bairro da Asa Norte. A PF chegou por volta das 6h ao apartamento de Villela, em Brasília, deixando o local às 9h30. Procuradores da República também acompanharam a prisão e as buscas na residência.

PUBLICIDADE

Villela é procurador auxiliar da PGE e já foi procurador regional eleitoral em Roraima entre 2009 e 2011. Além das funções exercidas no Ministério Público Federal (MPF), Villela também é diretor de Assuntos Legislativos da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), entidade que representa a classe.

Na manhã desta quinta, a ANPR tirou o nome e a foto de Villela da página de seu site na internet em que são listados os diretores da entidade.
Em nota, o TSE enfatizou que a PF realizou busca e apreensão apenas no gabinete de Villela, e que a operação não tem ligação com o tribunal. Na corte, há um espaço reservado ao Ministério Público. Os agentes da PF ficaram no local entre as 6h e as 8h.

"O material apreendido - um HD externo, um celular, documentos e mídias - integra o patrimônio do Ministério Público Federal", diz trecho da nota do TSE, concluindo: "De acordo com a Procuradoria-Geral Eleitoral, a operação não tem qualquer relação com a Justiça Eleitoral ou com processos que nela tramitam.

As buscas fazem parte da investigação relacionada a fatos da Operação Greenfield, que investiga irregularidades em quatro grandes fundos de pensão do país, segundo as informações da Polícia Federal."
 
 
PUBLICIDADE
 
.

Quinta-feira, 18 de Maio de 2017 - 09h32


Fachin manda afastar Aécio do mandato de senador e decide enviar ao plenário do STF pedido de prisão

 
O Ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), mandou afastar o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves (MG), do mandato de senador. O magistrado, no entanto, optou por não decretar monocraticamente o pedido apresentado pela Procuradoria Geral da República (PGR) para prender o parlamentar tucano.

No despacho, conforme apurou a TV Globo, Fachin decidiu submeter ao plenário do Supremo o pedido de prisão de Aécio solicitado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Endereços ligados ao parlamentar tucano também são alvo de mandados de busca e apreensão na manhã desta quinta-feira (18) no Rio de Janeiro, em Belo Horizonte e em Brasília.

O relator da Lava Jato determinou ainda que o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) seja afastado da Câmara. Fachin, a exemplo do que decidiu em relação a Aécio, também preferiu enviar ao plenário do tribunal o pedido da PGR para prender o deputado do PMDB.

Reportagem publicada nesta quarta (17) no site do jornal "O Globo" revelou que o dono do frigorífico JBS Joesley Batista entregou à Procuradoria Geral da República uma gravação na qual Aécio pede ao empresário R$ 2 milhões.

No áudio gravado por Joesley, com duração de cerca de 30 minutos, o presidente nacional do PSDB justifica o pedido dizendo que precisava da quantia para pagar sua defesa na Lava Jato. O senador tucano é alvo de seis inquéritos no Supremo relacionados à Lava Jato.

O jornal também informou que o dono do frigorífico JBS entregou uma gravação feita em 7 de março deste ano em que o presidente da República, Michel Temer, indica Rocha Loures para resolver assuntos da holding J&F no Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cadê).

Rocha Loures já foi chefe de Relações Institucionais da Presidência, quando Temer era vice-presidente. Após o impeachment de Dilma Rousseff, o parlamentar peemedebista atuou como assessor especial da Presidência. Ele assumiu uma cadeira na Câmara no momento em que o Osmar Serraglio (PMDB-PR) deixou o parlamento para assumir o comando do Ministério da Justiça.

A reportagem relata que o dono da JBS marcou um encontro com Rocha Loures em Brasília e contou o que precisava no Cadê. Pelo serviço, segundo "O Globo", Joesley ofereceu propina de 5% e Rocha Loures deu o aval.

O G1 ainda não conseguiu contato nesta quinta-feira com a assessoria de Aécio Neves. Na noite desta quarta, a assessoria de imprensa do parlamentar mineiro afirmou que ele "está absolutamente tranquilo quanto à correção de todos os seus atos".

O Senado informou à TV Globo que, até o momento, ainda não recebeu oficialmente o mandado do ministro do Supremo que mandar afastar Aécio do parlamento.

Irmã de Aécio

Além de afastar o senador do PSDB, Fachin expediu um um mandado de prisão contra a irmã e assessora de Aécio, Andréa Neves. Ela foi presa pela PF em Minas Gerais.

Segundo a TV Globo apurou, um procurador da República foi preso e há mandados contra pessoas ligadas ao deputado cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

No Rio, estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em três endereços: os apartamentos de Aécio e da irmã dele e o imóvel de Altair Alves Pinto, conhecido por ser braço direito de Cunha.

O procurador da República Ângelo Goulart Villela, que atua no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Agentes da PF cumpriram mandados de busca e apreensão na sede da Corte eleitoral, em Brasília.

Fachin também expediu mandado de prisão contra o advogado Willer Tomaz, que é ligado a Eduardo Cunha.

Em São Paulo, há buscas em imóvel do coronel João Batista Lima Filho.

O militar é amigo de Michel Temer.
 
 
PUBLICIDADE
 
.

Quinta-feira, 18 de Maio de 2017 - 09h04


Prazo para inscrição no Enem termina nesta sexta feira (19)

 
Hoje (18) é o penúltimo dia de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As inscrições poderão ser feitas até as 23h59, no horário de Brasília, desta sexta feira (19), no site do Enem. Aqueles que já fizeram a inscrição têm até o fim do prazo para fazer alguma alteração no cadastro, como por exemplo, a cidade em que deseja fazer as provas.

Até a noite de ontem (17), segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 4,8 milhões haviam concluído a inscrição. As provas serão aplicadas em dois domingos consecutivos, nos dias 5 e 12 de novembro.

Para concluir a inscrição, o candidato deve pagar a taxa de R$ 82. O prazo para pagamento vai até o dia 24 deste mês. Pelas regras do edital, estão isentos da taxa os estudantes de escolas públicas que concluirão o ensino médio este ano, os participantes de baixa renda que integram o Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e os que se enquadram na Lei 12.799/2013 que, entre outros critérios, isenta de pagamento aqueles com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, ou seja, R$ 1.405,50.

Os candidatos que solicitarem algum atendimento especializado ou específico, além da isenção da taxa do exame, deverão estar atentos aos documentos comprobatórios.

Este ano, serão exigidos laudos médicos, que deverão ser enviados em formato digital pelo próprio sistema, além de outras informações, como o Número de Identificação Social (NIS), que comprove que o participante integra o CadÚnico.

O atendimento especializado é concedido àqueles que comprovarem, por informação do código de Classificação Internacional de Doenças (CID) e inserção de laudo médico, condições de autismo, baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência intelectual/mental, déficit de atenção, discalculia, dislexia, surdez, deficiência auditiva, surdo cegueira e visão monocular.

Já o atendimento específico é garantido a gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e, a partir de 2017, a outras condições específicas, para as quais deverá ser informado o CID. Um exemplo são os participantes diabéticos que usem bomba de insulina.

O resultado das provas poderá ser usados em processos seletivos para vagas no ensino público superior, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (Pro Uni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Em caso de problema na hora da inscrição, os candidatos podem ligar para o Inep pelo telefone 0800 616161. O atendimento é das 8h às 20h, no horário de Brasília.
 
PUBLICIDADE
 
.

Quinta-feira, 18 de Maio de 2017 - 08h46


ASSALTO NA FARMÁCIA FARMA TOTAL DE PALMITAL

 
Quatro indivíduos encapuzados e armados assaltaram a Farmácia Farma Total de Palmital, na noite desta quarta-feira (17), o assalto aconteceu (agora a pouco) por volta das 20:45 horas.
A farmácia está localizada na Avenida Maximiliano Vicentin no centro da cidade. Os assaltantes estavam armados com revólver e facão, abordaram os funcionários que estavam no caixa e os atendentes.

Levaram produtos da loja de conveniência, doces e o dinheiro que estava no caixa. Foi um momento de muita tensão tanto para os funcionários, quanto para os clientes que estavam na farmácia no momento do assalto.

O gerente da farmácia Rafael Pires falou com a nossa reportagem logo após o ocorrido e contou que os assaltantes entraram, ameaçaram, furtaram produtos e dinheiro e fugiram tomando rumo ignorado. A Policia Militar foi chamada, esteve no local e saiu para fazer patrulhamento com o objetivo de capturar os assaltantes.
 
.

Quarta-feira, 17 de Maio de 2017 - 20h05


Dono da JBS grava Temer dando aval para compra de silêncio de Cunha

 
Na tarde de quarta-feira passada, Joesley Batista e o seu irmão Wesley entraram apressados no STF e seguiram direto para o gabinete do ministro Edson Fachin.

Os donos da JBS, a maior produtora de proteína animal do planeta, estavam acompanhados de mais cinco pessoas, todas da empresa. Foram lá para o ato final de uma bomba atômica que explodirá sobre o país — a delação premiada que fizeram, com poder de destruição igual ou maior que a da Odebrecht.

Diante de Fachin, a quem cabe homologar a delação, os sete presentes ao encontro confirmaram: tudo o que contaram à Procuradoria-Geral da República em abril foi por livre e espontânea vontade, sem coação. É uma delação como jamais foi feita na Lava-Jato: Nela, o presidente Michel Temer foi gravado em um diálogo embaraçoso.

Diante de Joesley, Temer indicou o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) para resolver um assunto da J&F (holding que controla a JBS). Posteriormente, Rocha Loures foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados por Joesley. Temer também ouviu do empresário que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem calados. Diante da informação, Temer incentivou:

"Tem que manter isso, viu?".

Aécio Neves foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley. O dinheiro foi entregue a um primo do presidente do PSDB, numa cena devidamente filmada pela Polícia Federal. A PF rastreou o caminho dos reais. Descobriu que eles foram depositados numa empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG).

PUBLICIDADE

Joesley relatou também que Guido Mantega era o seu contato com o PT. Era com o ex-ministro da Fazenda de Lula e Dilma Rousseff que o dinheiro de propina era negociado para ser distribuído aos petistas e aliados. Mantega também operava os interesses da JBS no BNDES.

Joesley revelou também que pagou R$ 5 milhões para Eduardo Cunha após sua prisão, valor referente a um saldo de propina que o peemedebista tinha com ele. Disse ainda que devia R$ 20 milhões pela tramitação de lei sobre a desoneração tributária do setor de frango.

Pela primeira vez na Lava-Jato foram feitas "ações controladas", num total de sete. Ou seja, um meio de obtenção de prova em flagrante, mas em que a ação da polícia é adiada para o momento mais oportuno para a investigação. Significa que os diálogos e as entregas de malas (ou mochilas) com dinheiro foram filmadas pela PF.

As cédulas tinham seus números de série informados aos procuradores. Como se fosse pouco, as malas ou mochilas estavam com chips para que se pudesse rastrear o caminho dos reais. Nessas ações controladas foram distribuídos cerca de R$ 3 milhões em propinas carimbadas durante todo o mês de abril.

Se a delação da Odebrecht foi negociada durante dez meses e a da OAS se arrasta por mais de um ano, a da JBS foi feita em tempo recorde. No final de março, se iniciaram as conversas.

Os depoimentos começaram em abril e na primeira semana de maio já haviam terminado. As tratativas foram feitas pelo diretor jurídico da JBS, Francisco Assis e Silva. Num caso único, aliás, Assis e Silva acabou virando também delator. Nunca antes na história das colaborações um negociador virara delator.

A velocidade supersônica para que a PGR tenha topado a delação tem uma explicação cristalina. O que a turma da JBS (Joesley sobretudo) tinha nas mãos era algo nunca visto pelos procuradores: conversas comprometedoras gravadas pelo próprio Joesley com Temer e Aécio — além de todo um histórico de propinas distribuídas a políticos nos últimos dez anos.

Em duas oportunidades em março, o dono da JBS conversou com o presidente e com o senador tucano levando um gravador escondido — arma que já se revelara certeira sob o bolso do paletó de Sérgio Machado, delator que inaugurou a leva de áudios comprometedores. Ressalte-se que essas conversas, delicadas em qualquer época, ocorreram no período mais agudo da Lava-Jato. Nem que fosse por medo, é de se perguntar: como alguém ainda tinha coragem de tratar desses assuntos de forma tão descarada?

PUBLICIDADE

Para que as conversas não vazassem, a PGR adotou um procedimento inusual. Joesley, por exemplo, entrava na garagem da sede da procuradoria dirigindo o próprio carro e subia para a sala de depoimentos sem ser identificado. Assim como os outros delatores.

Ao mesmo tempo em que delatava no Brasil, a JBS mandatou o escritório de advocacia Trench, Rossi e Watanabe para tentar um acordo de leniência com o Departamento de Justiça dos EUA (DoJ). Fechá-lo é fundamental para o futuro do grupo dos irmãos Batista. A JBS tem 56 fábricas nos EUA, onde lidera o mercado de suínos, frangos e o de bovinos. Precisa também fazer um IPO (abertura de capital) da JBS Foods na Bolsa de Nova York.

Pelo que foi homologado por Fachin, os sete delatores não serão presos e nem usarão tornozeleiras eletrônicas. Será paga uma multa de R$ 225 milhões para livrá-los das operações Greenfield e Lava-Jato que investigam a JBS há dois anos. Essa conta pode aumentar quando (e se) a leniência com o Doge for assinada. (Colaborou Guilherme Amado)
 
 
.

Quarta-feira, 17 de Maio de 2017 - 19h09


Agentes penitenciários deflagram greve contra a reforma da previdência

 
Os 3,4 mil agentes penitenciários entrarão em greve contra a reforma da previdência nos dias 20, 21 e 22 de maio no sistema prisional do Paraná.

O movimento tende a se expandir pelo país, haja vista que as centrais sindicais prometem marchar sobre Brasília, na semana que vem, com mais de 100 mil pessoas. A decisão pela greve saiu da assembleia geral extraordinária realizada pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (SINDARSPEN), nesta terça-feira (16), em Curitiba, com a presença de servidores de todo o estado. Esses profissionais são responsáveis pela guarda de 30 mil detentos no estado.

Os agentes penitenciários têm demonstrado muita combatividade nessa luta contra a reforma da previdência, a PEC 287, que põe fim às aposentadorias e às pensões ao elevar a idade mínima para 65 anos. Eles, inclusive, chegaram a invadir uma reunião da Comissão Especial que discutia a reforma da previdência na Câmara.

“É importante destacar que estamos falando de uma categoria que é tida como a segunda mais perigosa do mundo pela Organização Internacional do Trabalho e tem expectativa média de vida de 45 anos, segunda pesquisa da USP”, diz o vice-presidente do SINDARSPEN, José Roberto Neves.

Como vai funcionar a greve

Durante os três dias os agentes que estiverem no plantão só executarão as tarefas essenciais como entrega de comida aos presos, escolta para audiências, cumprimento de alvará de soltura e emergências médicas. Todas as outras atividades nas unidades penitenciárias estarão paralisadas, como banho de sol, atividades de trabalho e escola e recebimento de visitas.

O SINDARSPEN está comunicando oficialmente a paralisação nesta tarde para o Departamento Penitenciário do Paraná, Secretaria de Segurança Pública, Casa Civil e Tribunal de Justiça do Estado.

Durante a assembleia, os agentes também decidiram pela adesão ao calendário de luta das centrais sindicais contra a reforma da Previdência. As atividades incluem abordagem a deputados nos aeroportos, campanha de mídia, participação na marcha unificada em Brasília em 24/05 e participação em massa dos protestos na capital federal no dia da votação final da PEC 287.
 
.

Quarta-feira, 17 de Maio de 2017 - 15h36


Os quatro gatos estão no pátio da Polícia Civil de Pitanga

 
Quatro gatos foram apreendidos após a polícia receber informações de que uma mulher estava maltratando os animais próximo à rodovia de Pitanga.

Os policiais estiveram na rodoviária, mas a mulher já havia deixado o local, segundo testemunhas a mulher segurava os gatos e girava no ar, em seguida jogava no chão.

Os quatro gatos estão no pátio da Polícia Civil de Pitanga.
 
.

Quarta-feira, 17 de Maio de 2017 - 11h43


Lula vence na justiça e reabre seu Instituto

 
A Segunda Instância da Justiça Federal, em Brasília, derrubou uma decisão da semana passada que suspendeu as atividades do Instituto Lula, atendendo a um recurso da defesa do ex-presidente.

Na decisão da semana passada, o juiz substituto Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília determinou a suspensão das atividades do Instituto Lula, dentro do processo em que o ex-presidente é réu junto com mais seis pessoas, acusado de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato.

Inicialmente, o juiz informou que a decisão tinha sido tomada a pedido do Ministério Público Federal (MPF), mas, no dia seguinte, a Justiça Federal informou que a decisão foi tomada pelo juiz, por conta própria, agindo “de ofício”.

O desembargador Newton Guedes entendeu, então, que a suspensão das atividades do instituto, concedida pelo juiz da Primeira Instância, não poderia ter sido decretada de forma unilateral, sem solicitação do Ministério Público.
 
.

Quarta-feira, 17 de Maio de 2017 - 09h36


Pitanga na campanha nacional de combate a violência sexual de crianças e adolescentes

 
O Conselho Tutelar, CMDCA, iniciou os trabalhos da semana, entre os dias 15 à 18/05, em parceria com a rede de atendimento às Crianças e Adolescentes do Município, Secretaria de Desenvolvimento Social, para divulgação com panfletos, palestras, apresentações culturais.

E, finalizando a semana com a mobilização do dia 18/05, com a Caminhada até o Largo dos Pioneiros, com a palestra sobre o "COMBATE CONTRA O ABUSO, EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES" "Será em frente ao Fórum, vamos juntos fortalecer essa luta em prol às crianças e adolescentes", destacou Vilma Aparecida de Paula, presidente do Conselho Tutelar.
 
.

Quarta-feira, 17 de Maio de 2017 - 09h27


Deputado que teve 5 mil votos em Pitanga deve 21 Milhões à UNIÃO, diz jornal

 
Uma matéria do Jornal Gazeta do Povo, mostrou que o primeiro-secretário da Câmara, o deputado paranaense Fernando Giacobo (PR) deve R$ 21 milhões à União.

O montante, que também inclui débitos pendentes de empresas do parlamentar, consta do portal da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e os dados são públicos.

Em 1997, Giacobo ganhou 12 vezes na loteria, em um período de apenas 14 dias.

Em entrevista concedida no ano passado à Gazeta do Povo, ele se justificou dizendo que se tratavam de apostas em “bolões”.

Uma concessionária de veículos do deputado acumula mais de R$ 10 milhões em dívidas e uma oficina de serviços de manutenção em automóveis deve R$ 3,5 milhões. A empresa de locação de carros vinculada a Giacobo tem R$ 342,1 mil em pendências, segundo a Fazenda da Nacional.
Com base eleitoral em Cascavel, o parlamentar declarou bens que somavam R$ 2,3 milhões em 2014. Giacobo chegou a ser réu em três ações penais no Supremo Tribunal Federal (STF), mas todas prescreveram.
 
A Gazeta do Povo tentou ouvir o parlamentar, mas sua assessoria de imprensa não atendeu aos pedidos de entrevista.

O Blog Jonei Farias também levantou a informação, de que Giacobo tem base eleitoral também em Pitanga, na última eleição, o deputado obteve 5 mil votos, apoiado pelo ex-prefeito Zampier, que hoje é secretário Parlamentar do deputado.

Prefeito de Londrina
Além de Giacobo, outro político eleito deputado nas últimas eleições que aparece na relação de devedores é Marcelo Belinati (PP). Em janeiro deste ano, Belinatti deixou a Câmara dos Deputados para assumir a prefeitura de Londrina.
Segundo a Fazenda Nacional, o paranaense deve R$ 7,4 mil à União.

Belinati não quis conceder entrevista, mas emitiu uma nota em que disse que o débito se refere a uma multa eleitoral, aplicada pela Justiça por propaganda irregular. Segundo o prefeito, um simpatizante de sua candidatura afixou um cartaz no muro de sua própria casa.
“Marcelo [Belinati] recorreu judicialmente contra a multa porque a acha injusta, já que não é possível controlar quem cola cartazes ou não, numa cidade metrópole do tamanho de Londrina”, diz o texto.
FONTE: GAZETA DO POVO
 
.

Terça-feira, 16 de Maio de 2017 - 19h11


Vereador Luiz Matos pede manutenção na praça do redondo

 


O Vereador Luiz Matos, esteve visitando hoje (16), a secretaria das Cidades.

O Vereador a pedido dos frequentadores da Praça do Redondo, efetuou pedido de manutenção e cuidados neste local que tem sido tão frequentado pelas nossas famílias.

No local, secretário Leandro Belô e Equipe.

​
 
 
 

Canal Youtube


===> Utilidade Publica <===
PUBLICIDADE
Mural de Recados
 
Fone: (42) 9931-7475 - E-mail: joneifarias@hotmail.com.br
© 2017 Jonei Farias. Todos os direitos reservados.
Powered by ST Informática
================================================== -->